SP registrou 33 acidentes de trabalho por dia em 2017

postado em: Segurança do Trabalho | 0

São Paulo é o estado campeão de acidentes de trabalho

O estado de São Paulo ocupa a primeira posição entre as federações com o maior número de notificações de acidentes de trabalho entre 2012 e 2016: 963.264

A cada dia do ano passado, 33 moradores da capital paulista pediram afastamento no emprego por conta de acidente no trabalho. Os números são do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, órgão vinculado ao MPT (Ministério Público do Trabalho).

Anúncios

O próximo sábado, dia 28 de abril, corresponde ao Dia Internacional das Vítimas de Acidente de Trabalho, uma data criada para reiterar a importância de equipar o trabalhador com toda segurança necessária.
Em 2017, 69 pessoas morreram durante o horário de serviço e por conta da atividade praticada. No Estado, o número de óbitos corresponde a 447.

Os motivos mais frequentes que levam o paulistano a pedir auxílio doença são: fratura no punho, na perna ou no pé nos setores de atendimento hospitalar e limpeza de prédios e domicílios.

Atendimento Hospitalar e comercio foram os setores com maior numero

No Estado de São Paulo, 53.360 pessoas pediram afastamento por motivo de acidente no ano passado. O número representa gasto anual de mais de R$ 335 milhões. O índice, no entanto, é o menor registrado desde 2012, primeiro ano do registro. Naquele ano, foram gastos quase R$ 1 bilhão.

Os setores que mais comunicaram acidentes foram os de atividade e atendimento hospitalar (10%) e comércio varejista (3%).

Já as lesões mais comuns são corte e ferida (21%). O índice de contusão e esmagamento fica na segunda posição, representando 17% dos casos. Fraturas correspondem a 16% das ocorrências.

São Paulo lidera o ranking de acidentes de trabalho